14 de Abril de 2015 10:04

DIABETES E DISFUNÇÃO ERÉTIL

A diabetes afeta 7,5 milhões de pessoas no Brasil e é uma das causas mais comuns de disfunção erétil sendo geralmente o primeiro sintoma que homens percebem antes de se consultar com um médico.

Definida como a falta de capacidade de se atingir ou manter uma ereção rígida suficiente para a prática sexual, a disfunção erétil (DE) afetará 1 a cada 2 homens no mundo em algum momento de suas vidas. Mesmo sendo frequentemente associada com envelhecimento a disfunção erétil vem sendo diagnosticada em um número crescente de homens jovens uma vez que a prevalência de diabetes vem aumentando no mundo todo.

Impotência diabética (ou disfunção erétil diabética) é comum por muitas razões. Causas de impotência em homens com diabetes podem variar. Muitos medicamentos para pressão arterial, úlcera, depressão e mesmo azia podem ter disfunção erétil como efeito colateral. Apropria diabetes leva alguns homens a desenvolver disfunção erétil simplesmente por conta de deficiências nos nervos, músculos e vasos sanguíneos que não permitem que o pênis receba aporte sanguíneo adequado necessário para se obter e manter uma ereção satisfatória.

O pênis precisa de uma corrente sanguínea saudável para alcançar uma ereção total e altos níveis de açúcar no sangue podem causar danos nos vasos e nervos do pênis dificultando o alcance e manutenção de uma ereção. Outras condições de saúde que podem ocorrer com o quadro de diabetes, como doenças do coração podem também diminuir o calibre dos vasos sanguíneos ou mesmo endurece-los e afetar ainda mais o mecanismo de ereção por conta de deficiência do aporte sanguíneo. A manutenção dos níveis de açúcar no sangue é fator chave para um fluxo sanguíneo saudável. Os que não cuidarem desse fator correrão alto risco de desenvolver DE.

Pacientes com diabetes controlam a pressão arterial frequentemente com medicação (comprimidos em geral) que podem diminuir a libido. Fale com seu médico sobre sua medicação e descubra se a DE pode aparecer como resultado desse tratamento.

Como um sintoma de saúde pode estar relacionado ao resultado de múltiplos fatores, como o exemplo do diabetes e disfunção erétil é importante que você fale com seu médico a respeito de todas as suas questões de saúde.

Fonte: Boston Medical Group



OUTRAS NOTÍCIAS
20 de Abril de 2016 10:04
Por que devo fazer o exame da próstata aos 50 anos?

Pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostra que a maioria dos homens brasileiros (51%) não vai ao médico regularmente. Principal causa de morte por câncer em homens depois dos tumores de pulmão, o câncer de próstata não apresent... (continuar lendo)

13 de Abril de 2016 11:04
Hiperplasia benigna da próstata atinge 50% dos homens após os 50 anos

A hiperplasia benigna da próstata (HPB) é o tumor mais frequente no homem. Estima-se que cerca de 50% dos homens apresentam algum grau da doença após os 50 anos e que mais de 30% necessitarão de tratamento durante a vida. A HPB é caracterizada ... (continuar lendo)

29 de Março de 2016 08:03
Cistite de repetição

O que é? Cistite é uma infecção que acomete a bexiga, ou seja, uma infecção do trato urinário baixo (ITU). As cistites são muito comuns em mulheres. Estima-se que 50 a 80% delas apresentarão ao menos um episódio de cistite ao longo da vida. De 20 a 50% das mul... (continuar lendo)


Voltar-noticias

NOSSOS CONVÊNIOS

Confira alguns dos nossos principais convênios e parceiros de atendimento.

01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23