20 de Outubro de 2014 00:10

Transplante de pênis desenvolvido em laboratório poderá ser realizado em cinco anos

Um grande avanço na medicina pode estar prestes a acontecer, com pesquisadores do Instituto de Medicina Regenerativa de Wake Forest afirmando que pênis cultivados em laboratório podem estar disponíveis em breve para pessoas que sofreram acidentes ou nasceram com algum defeito.

O conceito pode soar absurdo, mas a equipe de pesquisa liderada pelo dr. Anthony Atala já realizou, com sucesso, uma operação em coelhos, os quais em seguida conseguiram se reproduzir e gerar crias.

Além do mais, os pesquisadores de Wake Forest já transplantaram com sucesso vaginas cultivadas em laboratório em meninas adolescentes que nasceram com uma doença chamada Síndrome de Mayer-Rokitansky-Küster-Hauser, que impede o desenvolvimento normal da vagina, complicando a função sexual e o parto.

Segundo informações do The Guardian, que conversou com os pesquisadores, a questão da regeneração e substituição do pênis é mais complicada devido à densidade do órgão e à complexidade do tecido erétil que possibilita a função sexual.

De acordo com o jornal, o método de Atala consiste em usar o pênis de um doador e remover suas células por meio de uma imersão em detergente. Em seguida, são acrescentados o músculo liso e regenerado e as células endoteliais.
Tal como o clitóris feminino, o pênis é mais comprido do que aparenta ser, pois se estende por trás dos ossos da pélvis, e, no caso de acidentes, geralmente há tecido suficiente que pode ser aproveitado para a regeneração.

O cirurgião francês dr. Pierre Foldès desenvolveu um método para reparar clitóris danificados, usando o comprimento escondido desse órgão. O tecido cicatricial é removido e a porção escondida restante é puxada para a frente e colocada na posição natural, para a restauração do prazer sexual.

Enquanto isso, a equipe ítalo-americana da Foregen, está tentando regenerar uma parte específica do pênis - o prépucio - para colocá-lo de volta em pacientes insatisfeitos com uma circuncisão.

Fonte: MSN Saúde e bem estar

 

 



OUTRAS NOTÍCIAS
20 de Abril de 2016 10:04
Por que devo fazer o exame da próstata aos 50 anos?

Pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) mostra que a maioria dos homens brasileiros (51%) não vai ao médico regularmente. Principal causa de morte por câncer em homens depois dos tumores de pulmão, o câncer de próstata não apresent... (continuar lendo)

13 de Abril de 2016 11:04
Hiperplasia benigna da próstata atinge 50% dos homens após os 50 anos

A hiperplasia benigna da próstata (HPB) é o tumor mais frequente no homem. Estima-se que cerca de 50% dos homens apresentam algum grau da doença após os 50 anos e que mais de 30% necessitarão de tratamento durante a vida. A HPB é caracterizada ... (continuar lendo)

29 de Março de 2016 08:03
Cistite de repetição

O que é? Cistite é uma infecção que acomete a bexiga, ou seja, uma infecção do trato urinário baixo (ITU). As cistites são muito comuns em mulheres. Estima-se que 50 a 80% delas apresentarão ao menos um episódio de cistite ao longo da vida. De 20 a 50% das mul... (continuar lendo)


Voltar-noticias

NOSSOS CONVÊNIOS

Confira alguns dos nossos principais convênios e parceiros de atendimento.

01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23